Categorias
Opinião

“SER OU NÃO SER NACIONALISTA, EIS A QUESTÃO”

Hoje decidi-vos trazer este artigo, sobre um assunto que já me preenche a cabeça há algum tempo, que é sobre se devemos ser ou não nacionalistas.

Mas em que consiste esta ideologia? O nacionalismo é uma ideologia, que surgiu após a Revolução Francesa, ou seja foi muito influente na época industrial, durante o imperialismo e colonialismo euro-asiático, e foi um dos fatores para as grandes guerras, pois cria um sentimento de superioridade face as demais nações, valorizando-se e fazendo de tudo para que a nossa nação seja bem representada e poderosa.

Contudo, isso é característica de bastantes ditaduras antigas e atuais, como: a Coreia do Norte, China, e das antigas como a Alemanha Nazista, Itália ou Espanha. Mas isso deu-se em ditaduras, porque todos desde pequenos são criados a favor da nação, e isso desenvolveu-se mais no fascismo(visto que está mais ligado), mas por outro lado, a China e a Coreia do Norte adotaram essas medidas apesar de serem socialistas, e esse tipo de nacionalismo mencionado e outros órgãos estatais, são denominados de Ultranacionalismo.

Desde que esta questão, não coloque os outros países em risco, como no século XX, ou a integridade das pessoas dessa nação, por nem todos abonarem da mesma opinião, ou identificarem-se com outras políticas, penso que para um país é algo positivo, e nós sentimo-nos envolvidos com essa nação, ampliando-nos o nosso conhecimento. Como podem ver, existem pseudo “democracias” nacionalistas, como o Brasil ou a Hungria, mas não são os melhores exemplos, pois quem adota essa política costuma ser a direita, apesar de achar que isso é uma prática universal e que lentamente está a emergir, com certas regulações.

Outro exemplo, é a propaganda, que em parte é boa para nos inserir no ramo da política, ampliar os nossos conhecimentos e trazer-nos uma exclusividade política(que mais nenhum outro país tem porque todos diferimos, ou até uma exclusividade na nação, como costumes nacionais, tradições…), mas temos sempre de dar uma alternativa(que é não forçar), a quem não comungue dessa opinião, impedir que essas duas características evoluam para a censura e que nada mais seja conhecido do que a nossa realidade, e também competirmos com as outras nações para deixar um sentimento de orgulho no nosso povo, tudo para que a propaganda e o nacionalismo sejam bons influenciadores.

Isto foi só uma pequena parte da teoria do nacionalismo e da minha opinião sobre ele, vejam aqui mais informações: https://pt.wikipedia.org/wiki/Nacionalismo, https://youtu.be/I0a_0bhnQ8s, pesquisem, e também pensem nesse assunto!!

Revolat

Por Onda Vermelha

¡Olá a todos! Daqui falam os criadores desta revista "Wiki" e "Revolat", que somos ambos estudantes. Esta revista, tem por base a partilha de alguns ensinamentos e lições essenciais , e de como podemos melhorar não só esta nação como também este mundo!

One reply on ““SER OU NÃO SER NACIONALISTA, EIS A QUESTÃO””

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s